Quem Somos.


O Grupo Etnofolclórico “RENASCER” de Areosa,  teve a sua tenra origem devido, exatamente, a um receio de desaparecimento dos valores culturais e tradicionais da nossa Região. É, tendo por base este medo efetivo que, iniciamos e pretendemos continuar no caminho de elaborarmos uma exaustiva investigação dos referidos valores, com o objetivo de mantermos as tradições que já temos conhecimento e, quiçá, recuperarmos algumas já esquecidas ou perdidas ao longo das gerações. Podemos, assim, afirmar que é um dos nossos objetivos, a luta pela tradição e cultura popular, por muitos além esquecida.

Assim, não pretendemos esquecer as origens da maioria dos nossos componentes e dos que com ela se identificam ou relacionam, não pretendemos esquecer a freguesia de Areosa que nos viu nascer e crescer, nem tão pouco o distrito de Viana do Castelo com a sua vasta riqueza cultural ou mesmo esquecer o nosso país e suas tradições. Ambicionamos, sobretudo, sermos de cá mas, chegarmos a todos (além fronteiras), mostrando as tradições e culturas que sempre conhecemos, abrindo as nossas portas a todo e qualquer conhecimento já existente, pretendendo assim, ser um grupo aberto à comunidade que, trabalha na formação de parcerias, crescendo desta forma como associação, criando raízes e atuando em rede.

No entanto, o Grupo Etnofolclórico “Renascer” de Areosa, tal como tantas outras coletividades, necessita de ultrapassar determinados obstáculos ao nível do investimento e, propomos fazê-lo, nomeadamente, através da organização de Feiras (e.g., servindo-nos de base na I Feira de Natal e I Feira da Primavera, realizadas em Areosa que tiveram grande sucesso e aderência ao nível da mobilização da freguesia), da realização de espetáculos únicos e diferenciados e, também, através da realização de parcerias com outras entidades. Trata-se, de fato, de uma altura difícil mas, não impossível, se assim o acreditarmos.

Entretanto, o estudo do folclore é fundamental de modo a caracterizar a formação cultural de um povo e seu passado, além de detetar a cultura popular vigente, pois o fato folclórico é influenciado por sua época. O folclore original é constituído pelos costumes, tradições e festas populares transmitidas por imitação e via verbal, de geração em geração nos meios tradicionais.

Ao nível do espetáculo folclórico que pretendemos apresentar, o mesmo pretende juntar a representação com a dança e os sons, na medida em que encaramos o Folclore como uma ciência etnográfica que estuda o conjunto de produções coletivas surgidas de um povo letrado e que são transmitidas oralmente ou por exemplificação, podendo no entanto ser adaptadas e estilizadas de forma ao espetáculo ser mais cativante e inebriante, trazendo de volta e cativando o publico mais jovem, na medida em que é um fato que o publico que acompanha e assiste aos espetáculos marcadamente folclóricos é um publico já envelhecido, o que torna imperativo que todos os grupos folclóricos encarem e aceitem uma mudança positiva no tipo de espetáculo a apresentar.

O folclore possui um carácter dinâmico, no qual seus participantes atualizam muitos de seus constituintes, introduzindo de uma maneira gradual novos elementos, graças à sua tradição de transmissão verbal. Não quer isto dizer que a nível folclórico pretendemos cortar com o passado, pretendemos apenas aflorar o saber popular, aplicando o tecnicismo atual.